O que é o PROERD?

O PROERD - Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência é a adaptação do D.A.R.E. – Drug Abuse Resistance Education (Educação para resistir ao abuso de drogas), programa americano criado em 1983 na Cidade de Los Angeles, Califórnia.

O D.A.R.E. foi desenvolvido pelo Departamento de Polícia de Los Angeles (L.A.P.D.) em parceria com o Distrito Escolar Unificado de Los Angeles (L.A.U.S.D.). Com o objetivo de frear o uso abusivo de drogas e suas consequências, o programa era destinado às crianças do Ensino Fundamental, que participavam de aulas ministradas por policiais selecionados e capacitados.

Em 1992, o PROERD chegou ao Brasil. A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro foi a pioneira, quando o Comandante Geral da Corporação à época, Coronel PM Carlos Magno Nazareth Cerqueira, após conhecer o D.A.R.E. nos Estados Unidos, decidiu implementá-lo na Corporação, e desde então, mais de um milhão de crianças foram atendidas pelo PROERD somente no estado do Rio de Janeiro.

Após o sucesso do PROERD no Rio de Janeiro, o programa foi implantado por todas as Polícias Militares do país, e tem como principais objetivos prevenir o abuso de drogas lícitas e ilícitas, orientando crianças, adolescentes, pais e responsáveis, e fortalecer a autoestima dos alunos, ensinando-os a valorizarem a vida, mostrando opções saudáveis de comportamento, longe das drogas e da violência. Além disso, o PROERD aproxima a comunidade da Polícia Militar, estreitando laços e trabalhando em conjunto.

Coronel PM Cerqueira: O criador do PROERD no Brasil

O Cel PM RR Carlos Magno Nazareth Cerqueira foi um homem adiante do seu tempo. Durante seus oito anos como Comandante Geral da PMERJ, ele modernizou a Corporação e implantou unidades que até hoje são referências no Policiamento Comunitário. São frutos de sua gestão, o BPTur, direcionada ao policiamento em áreas turísticas, o GEPE, grupamento responsável pelo policiamento em estádios, e o maior de todos os projetos preventivos contra o uso de drogas da América Latina: O PROERD – Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência.

O Cel PM Cerqueira ingressou na Corporação no ano de 1954, e por quase 40 anos nela permaneceu, tendo a comandado por duas vezes, de 18 de fevereiro de 1983 a 15 de março de 1987 e, de 15 de março de 1991 a 01 de janeiro de 1995.

Na sua vida profissional, desde Aspirante até o mais alto cargo dentro da Corporação, sempre lutou por uma Polícia Cidadã, priorizando a prática dos Direitos Humanos, a erradicação da violência, inclusive a institucional, e a integração e a colaboração da Polícia Militar com a comunidade, buscando preparar a Corporação para atuar dentro de uma concepção moderna, democrática e voltada para o cidadão.

Com formação em Psicologia e Filosofia, criou quase toda a literatura hoje existente na Corporação, incluindo o livro “Delito, Insegurança do Cidadão e Polícia”, referência para todas as Corporações Policiais Militares do Brasil. Além disso, foi o idealizador e maior incentivador dos cadernos de estudos de polícia, adotou o Código de Ética da ONU para que os integrantes da PMERJ assumissem o comportamento nele estabelecido e escreveu vários ensaios sobre psicologia e violência, aliando sua formação acadêmica às observações decorrentes de sua vida profissional.

No dia 14 de setembro de 1999, a Corporação sofreu a perda deste, que é um exemplo de profissional e oficial superior, mas acima de tudo homem íntegro, solidário e humanista, que não apenas sonhou com uma Polícia Militar mais cidadã, mas colocou em prática seus desejos e ideais. Cabe ressaltar que a violência contra a qual ele sempre lutou arduamente, foi a mesma que ocasionou sua morte, de forma uma forma inesperada e brutal.

A nós, do PROERD, fica o eterno agradecimento a este exemplar profissional, que nos deu a oportunidade de levar a sociedade a esperança de dias melhores, sem drogas e sem violência.